anuncie

[:pb]Zeus, um cãozinho da raça Whippet, ganha a chance de melhorar sua qualidade de vida graças a uma prótese 3D de baixo custo. Quando pequeno, Zeus enfrentou um evento traumático em que seu pai, um cachorro ciumento, o atacou a ele e a seus irmãos, quando ainda eram apenas recém-nascidos.

Zeus foi o único sobrevivente, mas o ataque o deixou com as patas traseiras mutiladas, faltando todas suas garras esquerdas, impedindo assim sua plena locomoção. Agora, graças à prótese impressa em 3D, o vira-lata de 2 anos pode correr e arrastar o pé esquerdo – o que pode parecer uma adaptação, mas com impacto nos anos vindouros, sobrecarregando sua coluna e outros membros.

[fbvideo link=”https://www.facebook.com/3dprinting.com.br/videos/652692248262692/” width=”500″ height=”400″ onlyvideo=”1″]

“Animal Avengers”

 

team_animal_avengers
Grupo voluntário “Animal Avengers” foi formado em 2015 e já ajudou muitos animais com próteses 3D


Em um esforço conjunto para tornar a vida de Zeus um pouco melhor, o veterinário Roberto Fecchio e o dentista Paulo Miamoto entraram em cena para desenhar e imprimir uma pata protética, usando partes impressas em 3D de baixo custo, combinadas com materiais odontológicos e veterinários. Miamoto e Fecchio são membros do grupo de voluntários “Animal Avengers”, conhecidos por terem ajudado vários outros animais em condições semelhantes ou até mesmo bem piores que Zeus, e que de outra forma poderiam ter sido eutanizados.

2017-03-23-PHOTO-00000643
Para ajudar a absorver o impacto, a ponta da prótese foi coberta com silicone dental, com a ajuda de um pequeno molde impresso em 3D

Esse foi o caso da tartaruga Freddy, e também do ganso Vitoria, já noticiados aqui no 3DPrinting. O da tartaruga Freddy, inclusive, rendeu um post detalhado do projeto com uso do Blender. Atualmente, a equipe brasileira é formada pelos veterinários Roberto Fecchio, Rodrigo Rabello, Matheus Rabello, Marco Campos, Henrique Pérez, Sergio Camargo e Lucas Porto, e pelos dentistas Paulo Miamoto e Guilherme Costa.

 

Detalhes do projeto


Uma tomografia computadorizada foi feita no cãozinho, e Miamoto usou os dados para obter modelos 3D dos membros de Zeus usando o software de código aberto InVesalius e também o Blender 3D. Com uma referência anatômica precisa em mãos, Miamoto modelou uma prótese em 3D capaz de envolver a pata de Zeus e restabelecer a diferença espacial entre seus membros devido às garras perdidas na tragédia. A peça foi então impressa em PLA, um plástico biodegradável extraído de fontes vegetais, como a cana de açúcar ou milho. Para ajudar a absorver o impacto, a ponta da prótese foi então coberta com silicone dental, que foi adicionado em quantidade controlada com a ajuda de um pequeno molde impresso em 3D.

zeus_grass
Zeus perdeu parte da pata traseira ainda filhote; prótese impressa em 3D foi adaptada com sucesso

Quando Zeus foi levado para testar sua nova prótese, Fecchio e Miamoto não tinham certeza do que esperar do paciente canino, pois este dispositivo poderia ser percebido por ele como um incômodo. Em seus primeiros passos com a “nova” pata, Zeus não sabia muito bem como reagir a ela; felizmente, no dia seguinte já estava muito mais confiante, dando os primeiros passos na grama, o que surpreendeu sua “mãe”, Chris Kimura. Nas próximas semanas, Zeus passará por sessões de fisioterapia no Animal Care Vet Hospital, em São Paulo, e a equipe espera ver logo seu paciente canino correndo a plenos pulmões.

Fonte: Assessoria de imprensa[:]

2 COMENTÁRIOS

  1. BOA TARDE PRECISO DE INFORMAÇÕES SOBRE COMO CONSEGUIR UMA PROTESE PARA UM FILHOTE QUE TEVE A PATA DA FRENTE AMPUTADA POR UM ATROPELAMENTO,O ANIMAL É JOVEM COM MAIS OU MENOS UNS 6 MESES.
    ESTAMOS DISPOSTOS A FAZER UMA ARRECADAÇÃO PARA ALIVIAR O SOFRIMENTO DO ANIMAL.
    GRATO PELA ATENÇÃO
    “SUCESSO PARA A TURMA QUE SE DISPÕE A AJUDAR OS ANIMAIS”

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário
Por favor informe seu nome