anuncie

[:pb]Qual maker não sonharia em ter uma máquina capaz de ser montada e configurada para vários tipos de tarefas específicas, conforme a necessidade do operador? Uma impressora 3D com uma CNC integrada, por exemplo. Tanto melhor: com hardware e software livre, dando todo o poder nas mãos do usuário para decidir componentes e formas de usar sua impressora 3D? A ideia, embora não seja nova, é uma aposta firme da fabricante de impressoras 3DCloner.

“Nós estamos entregando um frame com sistemas de eixos x e y pré-aferidos e pré-estabilizados já de fábrica, que acompanha o chicote para a conexão eletrônica do dispositivo Arduino e outros componentes que serão envolvidos no processo de construção da impressora”, explica Valter Rodrigues, da ETech, empresa que distribui as impressoras 3DCloner no Brasil.  “Então o usuário vai poder ter em mãos uma máquina open source mas dispondo de uma mecânica estável e de um bico profissional nesse processo, a um custo bastante baixo”, conclui, ao apresentar a 3DCloner Lab, impressora “2×1” (impressora 3D que “vira” fresadora). O valor da máquina, em julho de 2016, era algo em torno de R$ 4,5 mil, incluindo R$ 2 mil só da estrutura (frame).

“Mais uma máquina opensource”? Qual a inovação do projeto?



O projeto 3DCloner Lab contou com a colaboração técnica de alunos da UFPR, do professor e entusiasta da robótica livre Eloir Rockenbach e seu grupo de robótica livre, e o expertise da indústria Schumacher, fabricante das impressoras 3DCloner. Para Valter, a grande inovação do projeto vem da possibilidade de customização e fácil acoplamento da máquina para adequá-la a usos os mais variados.

Ele conta que a parceria com a Universidade Federal do Paraná foi fundamental para fabricar uma máquina open source de baixo custo e que embute toda a educação maker em todas as partes do processo de montagem, manutenção e uso. “O frame vem com módulos de furação que possibilita ao usuário trabalhar em diferentes projetos. A recomendação é baseada na Graber I3, mas é possível trabalhar outros conceitos de aplicação no mesmo frame”, explica.

O vídeo abaixo foi gravado em julho de 2016, em um espaço de comunidades durante o FISL, e nele é possível conhecer todos os detalhes da impressora, inclusive da parte elétrica:



 [:]

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário
Por favor informe seu nome