anuncie

[:pb]A procissão do Senhor dos Passos deste ano na cidade de Santos vai receber uma grande novidade, mas é bem possível que poucas pessoas a percebam. O evento, que acontece desde o 1770, tem como peça principal a imagem de Jesus esculpida por um artista desconhecido do século XIX. Após mais de cem anos, a obra começou a apresentar desgastes em sua superfície. Preocupado com o fato, o Ministro da Diocese de Santos, Fernando Gregório, decidiu agir para que esse patrimônio artístico não se tornasse mais uma vítima do tempo e seus efeitos. Fernando, que também é arquiteto, acionou dois amigos pesquisadores, o designer 3D Cícero Moraes e o cirurgião-dentista Paulo Miamoto, especialistas no uso da computação gráfica aplicada à impressão 3D. A dupla já havia participado de projetos com ampla repercussão, como a reconstrução facial de santos católicos, e na recuperação de animais – entre eles a jabuti Freddy, que perdeu o seu casco em um incêndio, e a arara Gigi, a primeira ave no mundo a receber um bico de titânio impresso em 3D.

 


Coube ao Dr. Paulo Miamoto digitalizar a face do Senhor dos Passos para a tradicional procissão com o auxílio de um scanner de mão e enviar a peça à Cícero que, através de um processo de esculturamento digital usando o software de modelagem Blender, corrigiu algumas irregularidades em sua estrutura e preparou o modelo para que pudesse ser impresso em 3D.

Desafio

De Sinop-MT, onde vive, Cícero enviou o arquivo digital ao Dr. Miamoto para que a peça fosse impressa em 3D, mas, sendo muito grande, a equipe se viu em apuros quando o filamento da máquina entupiu o bico da impressora em pleno processo, após mais de 40 horas ininterruptas de impressão. Apesar do tempo transcorrido, faltava ainda 25% do rosto a ser concluído. Fazer uma nova impressão estava fora de cogitação, já que o tempo era escasso até os festejos da Semana Santa na Paróquia do Senhor dos Passos. Cícero então propôs que apenas uma parte da peça fosse impressa, de modo a completar o rosto. A manobra era arriscada, mas a equipe não via outro meio de completar o trabalho a tempo.

Depois do modelo pronto, o arquiteto da Diocese de Santos retirou o material de suporte e uniu as peças. Em seguida envolveu a face com uma camada de massa acrílica para corrigir os acidentes de relevo e ao final pintou-as com tinta à óleo para restauro. A etapa seguinte consistiu em adequar a cabeça a um manequim previamente adaptado; por fim, a indumentária foi colocada e o Cristo estava pronto para a procissão, mas com uma grande diferença em relação ao original: a peça confeccionada pelos especialistas pesava apenas 10 kg, muito menos do que a estátua feita em madeira.

Assim, a obra original ficará alocada na paróquia do Senhor dos Passos, longe dos efeitos do clima e dos riscos de ser depredada pela lenta ação do tempo em sua estrutura.

 

Próximos passos


A equipe tem um longo projeto pela frente, que é justamente recuperar parte do acervo de arte sacra da cidade de Santos. Existem muitas peças que sofreram danos com perda de partes da estrutura, como o caso de outro Cristo, este obra de autor desconhecido. Intitulada “Cristo Morto”, a obra perdeu sete dedos dos pés, o que obriga que essa parte do corpo seja ocultada por uma toalha, pois causa espanto aos visitantes do Museu de Arte Sacra de Santos.

Pes_Jesus
Cícero e equipe agora trabalham para recuperar parte do acervo de arte sacra da cidade de Santos.


Para recuperar a estrutura, Cícero produziu uma série de fotografias dos pés avariados, para em seguida digitalizá-los através de uma técnica conhecida como fotogrametria. Em seguida, ele fez o mesmo processo, desta vez fotografando os pés de outra estátua esculpida pelo mesmo artista e presente no Museu de Arte Sacra. Com os dados dos “pés intactos” ele teve parâmetro para reconstruir as partes faltantes da outra estátua. A peça foi enviada ao Dr. Paulo Miamoto para ser impressa e agora aguarda apenas a pintura, para que possa ser posicionada e novamente exposta em todo o seu esplendor artístico no Museu de Arte Sacra de Santos.

Vídeo da TV Tribuna mostra como foi a procissão com a imagem impressa em 3D:

[fbvideo link=”https://www.facebook.com/ciceromoraes3d/videos/436467496523555/” width=”500″ height=”400″ onlyvideo=”1″][:]

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário
Por favor informe seu nome